Sobre a Camila

 

Quem é Camila Pinheiro?

 Conheça mais sobre a pessoa que vai te ajudar na jornada até a fluência do Inglês!

Camila sempre foi uma menina quieta, reservada e “comportadinha”. Como diz sua mãe, “pareceria que nem tinha criança em casa”.

Nascida em uma família de classe média, sempre estudou em escola pública, obtendo notas razoáveis, passando sempre de ano e seguindo sua jornada sem maiores dificuldades.

Aos 12 anos de idade, começou a ter aulas de Inglês na escola, mas naquele nível que todo mundo conhece no Brasil. Tudo indo bem… até que um dia os pais da Camila decidiram que era hora de matriculá-la em uma escola particular. 2º Grau se aproximando, planos de faculdade… ela precisava estar preparada!

E foi aí que o bicho pegou! O primeiro ano foi um sufoco. O nível de ensino na escola particular era completamente diferente. Dificuldades em física, química e o que dizer sobre o INGLÊS?

Todos os colegas estavam em um nível completamente diferente de conhecimento dessa língua que, até então, era assustadora. Afinal, eles sempre estudaram em escolas particulares… E a Camila estava lá no meio deles, tentando superar seus medos!

No começo, ela não teve muito sucesso. Quando chegava a hora da aula de Inglês, meu Deus! Que desespero! A professora ia colocar exercícios no quadro e escolher alunos aleatórios para responder as questões. “E se ela me escolher? Que vergonha! Que medo de errar! E se todo mundo rir de mim”?

Meses se passaram assim, nesse tormento, e a Camila sempre dava um jeito de pedir para ir ao banheiro na hora dos exercícios.

“Hoje parece engraçado, mas era realmente um sofrimento para mim todo aquele processo”.

Até que um dia a Camila decidiu que não ia mais aceitar isso! Decidiu que aquele desafio seria um motivador para que ela estudasse mais, se superasse e mostrasse para si mesma e para todos que ela também poderia se sair bem. “Onde já se viu” ficar sofrendo com isso, sendo que mudar aquela situação SÓ DEPENDIA DELA… ?

Conseguiu passar de ano e se adaptar ao novo grau de exigência… E no último ano do 2º Grau, aos 17 anos, Camila estava mais do que feliz! Ganhou um computador dos pais (daqueles brancos enormes) e tinha até internet em casa (discada, é claro) e adivinhem… estava matriculada no tão desejado cursinho de Inglês. Agora sim, ela ia falar Inglês fluentemente e em tempo recorde!

Só que não! Infelizmente as coisas não são assim! Estudou por 5 anos em uma escola renomada em sua cidade. Já na faculdade e fazendo estágio para ter seu próprio dinheiro, pagava metade de mensalidade do cursinho para ajudar os pais. Era aluna exemplar, não faltava uma aula sequer, fazia todos os exercícios, gabaritava todas as provas. “Não tem graça fazer prova com a Camila, ela acerta tudo”, diziam os professores de Inglês.

Quando terminou o curso, Camila percebeu que tinha sim um vasto vocabulário, conhecia muitas expressões idiomáticas e sabia dizer frases básicas. Aqueles anos todos de dedicação não foram exatamente em vão, mas daí a ter uma conversa em Inglês com um nativo? Nem pensar… sem condições!

Estava lançado o novo desafio. “Não cheguei até aqui, investi todo esse dinheiro, me dediquei por todo esse tempo para então me conformar que é isso mesmo, que brasileiro nunca vai falar Inglês decentemente, que esse é o nosso destino, que o ensino não presta, que as escolas só querer tirar grana das pessoas”.

Em vez de adotar um pensamento limitante e vitimista, Camila pensou: “eu vou aprender Inglês sozinha”!

A partir de então, ela estudava em casa, traduzia letras de música, assistia filmes e seriados em Inglês, revisava os livros do cursinho, apagava todos os exercícios dos livros do cursinho e fazia tudo de novo, pesquisava toda e qualquer expressão e vocabulário novo naquela tal de Internet. \o/  Desenvolveu seu próprio método de estudos e aí sim os resultados começaram a aparecer.

Até ali, aprender a língua nova era apenas uma meta de realização pessoal. Então, já na faculdade, o mundo se apresentou a ela e as oportunidades de intercâmbio fora do país fizeram seus olhos brilhar. Sua nova meta era ir para os Estados Unidos trabalhar como babá e tagarelar em Inglês, aprendendo cada vez mais. Passou nos simulados de todas as provas de nível necessárias para realizar o intercâmbio e estava super empolgada.

Porém, o tempo foi passando e as coisas não eram tão fáceis como pareciam… Mas ela seguia estudando Inglês, independente de qualquer coisa.

A oportunidade de intercâmbio não se realizou e a Camila passou da idade de participar de qualquer programa de Au Pair nos EUA. O sonho de morar fora do país, entretanto, não morreu. Ficou lá, adormecido até que as condições fossem mais favoráveis.

Aos 28 anos de idade, Camila casou! E não é que o príncipe encantado também tinha o sonho de morar no exterior?

Resultado: Hoje ela mora com o marido na Nova Zelândia, onde chegaram com visto de estudante (matriculados em um curso de Inglês) em 2016.

Imaginem a realização… sair do aeroporto, pegar um taxi, chegar no Hostel, procurar acomodação durante uma semana inteira falando com os corretores de imóveis, lendo anúncios de quartos para alugar, indo até os imóveis falar com os proprietários… Tudo isso em Inglês, of course! Sonho realizado!

Na segunda semana, Camila foi chamada para fazer uma entrevista em uma empresa que presta serviços de limpeza em Auckland. Passou na entrevista, passou no teste e estava empregada, tagarelando em Inglês como nos sonhos da adolescência.

Terminado o curso de inglês (4 meses de duração), mais um desafio estava lançado. Para ficar no país por mais tempo, era preciso que outra empresa tivesse interesse em oferecer a ela um visto de trabalho.

Desafio vencido? Yes, of course!

Camila sabia dirigir, tinha experiência de trabalho no país e… falava Inglês! \o/

Por tudo isso, foi contratada por uma empresa na cidade de Christchurch, onde trabalha até hoje feliz e contente, ainda tagarelando muito em Inglês e realizando seus sonhos.

Lições que se pode tirar dessa história:

* Não é preciso ser nenhum gênio da lâmpada para aprender Inglês.

* Nunca desista dos seus sonhos!

* Sonhe alto e esteja preparado. Estude, batalhe, desenvolva-se para que, quando a oportunidade aparecer, você esteja pronto!

* Use seus medos como lenha para ascender a fogueira do conhecimento.

* Não fique parado. Vá em busca dos seus sonhos!

* Nunca pense que você não é capaz!

* Aprender Inglês é possível SIM: It’s up to you (só depende de você)!

 

E assim surge a plataforma que vai te ajudar na Jornada da Fluência!

Felizmente, a internet e a tecnologia já estão bem mais evoluídas do que na época da Camila. Aprender inglês (ou qualquer coisa) não demora mais tanto tempo e dá SIM para adquirir fluência bem mais rápido.

Não é mágica! Exige dedicação, trabalho duro e muita vontade! Exige também um bom método e conhecimento sobre aprendizado acelerado. E é aí que a gente entra!

Camila fundou a IT’S UP 2 YOU justamente para te ajudar a evitar todo aquele processo pelo qual ela teve que passar. Para que você possa usufruir de todos os benefícios que Saber Inglês vai te proporcionar, e tudo isso o quanto antes.

Vamos lá? Mãos à obra!

Roll up your sleeves and let’s get started on your Fluency Journey!

 

Para saber como ela pode te ajudar a aprender Inglês de forma simples, clique aqui!